capa original

 
Recomendamos um navegador alternativo ao Internet Explorer


segunda-feira, 23 de julho de 2018

Novidades no LAR e no canal de VGMusic

Fala, galera! Shinkou na área! Esse post é pra falar sobre as mudanças que também ocorreram nos canais L.A.R. e GuitarDreamer Game Music Covers. Quem acompanha minhas produções, sabe que por motivos pessoais, tive que me ausentar bastante da rede, diminuindo significativamente o número de produções lançadas. Algumas mudanças grandes aconteceram nesse momento, como o encerramento das atividades do Dre**Ga**xy e a criação de outras coisas.

Em paralelo, fiz um site à parte para atendimento a pessoas que precisam de alguma atividade minha como prestação de serviço, o D Produções. Quem precisar de edição de imagens, de vídeo, gravação de voz e outros, só entrar em contato. rsrs

Novidades e informações pra quem está sempre conosco!

Sobre o LAR...


Pra quem não sabe, o canal de YouTube em que atuo, o L.A.R., também mudou de nome. Ele, no início se chamava Liga Audiovisual Revolucionária. Mas com o tempo, além de não concordar com esse nome, achei necessário mudar por alguns motivos. Vou listá-los abaixo.

  1. O canal não tinha nada de revolucionário pra mostrar, pois eram apenas produções independentes de coisas relacionadas a games e vlogs. Ou seja, não combina com a proposta dele. Se fosse um canal que ensinasse experiências científicas ou desse dicas de coisas inovadoras para o dia a dia, por exemplo, talvez eu mantivesse o nome da terceira letra.
  2. O título LAR foi definido por mim, mas tive ajuda do então sócio de atividades pra juntos definirmos o significado de cada uma das letras. Eu passei então a querer algo que se desviasse do nome original, pois não mudaria a sigla LAR, que eu criei.
  3. O nome "revolucionária" na sigla, faz se assemelhar muito com "Comitê Revolucionário Ultrajovem", o CRUJ, embora na verdade, quando o nome foi criado, não era pra ter essa associação. O conteúdo não tem nada a ver com a idéia do programa da Disney.

Então, mediante a isso, foi definido o nome "Resistência", para a letra R. O nome foi utilizado por um simples motivo: As pessoas que fazem parte desse canal, são pessoas que, apesar de terem todos os motivos possíveis para não mais criarem vídeos pro YouTube, continuam fazendo. 

Ou seja, somos teimosos. Sabemos que esses vídeos não trazem nenhum resultado. Sabemos que o próprio YouTube limita o alcance do nosso conteúdo e não o entrega pros nossos assinantes. Sabemos que ele desinscreve pessoas dos canais e muitas vezes não notifica envios nem pra quem ativa o sino. Por isso o fator resistência.

Não compensa fazer vídeos? Nós sabemos. Mas gostamos de gravar!

Com tudo isso, agora a sigla L.A.R. representa: Liga Audiovisual da Resistência. Um novo vídeo de abertura foi feito com as alterações necessárias, substituindo o anterior.

Outra mudança que ocorreu, foi que o Max Albuquerque agora faz parte do canal. O LAR originalmente começou com quatro integrantes: Eu, o B*a*gos, o Paulo do Cartoon Kartum e o Filipe Ghedin. Mas a proposta do canal, apesar de boa, era inviável para o time então definido. Motivos:

  1. O Paulo já tinha um canal bem estruturado, o Cartoon Kartum, e nesse exato período do início do LAR, além dele estar atolado de atividades profissionais com suas ilustrações, também começou a trabalhar em uma empresa externa. Ou seja, não tinha tempo pra mais nada. E mesmo que tivesse, o movimento do canal sendo baixo, não traz viabilidade em fazer vídeos para o mesmo (isso sou eu quem está dizendo, não foi ele).
  2. O Ghedin teve uma explosão de popularidade quase que incalculável, o que fez com que ele precisasse dar uma atenção especial pro seu próprio canal, criando vídeos pra ele. Depois do lançamento do seu vídeo de imitação de 20 vozes de desenho animado em 3 minutos, dezenas de milhares de pessoas foram chegando, o que trouxe uma urgência em conteúdo pro canal. Produzir no LAR já não seria viável para ele também. Ao meu ver, seria até uma exploração contar com o Ghedin, já que ele se esforça pra gravar os vídeos do seu próprio canal, em meio às atividades que realiza no dia a dia.
  3. O B*a*gos começou a dar pra trás, pois perdeu o interesse no projeto. Isso aconteceu simplesmente pelo fato do canal ter um alcance pequeno. Ele chegou a mencionar diversas vezes no WhatsApp a falta de interesse em fazer lives ou produzir coisas no canal por conta disso. Ou seja, estava de olho em views e nem com ele eu podia mais contar. 

Enfim, era eu comigo mesmo. Com todas essas coisas acontecendo, percebi que teria que levar o canal sozinho. A idéia do LAR só não acabou naquele momento simplesmente por um único motivo. Eu não conseguia mais sustentar diversos canais para assuntos diferentes

Eu já tinha consolidado o plano de reunir meu conteúdo de vlog e de games em um único canal, por isso o LAR continuou existindo. Mantendo o canal sozinho, pensei: "Quando for o momento certo, se aparecer algum amigo afim de participar, assim será". Daí então, um dia, meses mais tarde, falei com o Max, e ele hoje está conosco.

Parcerias. É sempre bom termos. Quanto mais, melhor.


E o que aconteceu com o GuitarDreamer Game Music Covers?


No GuitarDreamer VGM Covers aconteceu que, como eu já estava ficando de saco cheio de trabalhar sozinho e via que o YouTube está cada dia mais lixo, vi que seria melhor transformar meu canal pessoal em um canal institucional. Em parte isso já acontecia com os vídeos da banda VGMasters, então sei que são pessoas que vale a pena trabalhar. Como são meus amigos, só vi vantagens, daí, novos convites foram lançados.

Hoje, esse logo representa apenas meus vídeos.

Com o Max lançando VGMusics no canal, eu não preciso me preocupar muito com a frequência dos meus vídeos e ele também acaba aproveitando pra divulgar seu material com o público que já faz parte do canal. O AndMarks também foi convidado a fazer parte do canal, e já se encontra conosco hoje. Inclusive, já lançou dois vídeos.

Com essas mudanças que vieram, antes de mais nada, o canal precisava de um novo nome, pois já não seria mais apenas meu, mas sim de uma equipe. Então uma identidade nova foi criada, e foi aí que surgiu a marca Nostalgic Sound. Ela representa, tanto nossos covers de VGMusics, quanto de músicas de propagandas e vinhetas antigas, que é justamente onde gostamos de atuar. O canal promete também trazer trilhas de anime e tokusatsu pra quem curte esse universo.

Hoje, esse é o canal. Essa é a marca. Nostalgic Sound. "GuitarDreamer, a gente vê por aqui."

A decisão de unirmos nosso material foi a melhor tomada ultimamente. Eu já não sabia mais o que fazer e não queria mais administrar um canal sozinho. Estava pensando em jogar toda essa conquista pro alto, depois das sacanagens que a plataforma fez com seus usuários. Vi e vejo até hoje muitos canais legais caírem e muitos outros entrarem em hiatos indefinidos. Compreendo as mentes que operam por trás de todos eles. 

Há momentos em que nos sentimos perdendo tempo enquanto produzimos coisas pras plataformas hoje em dia. Mas se você realmente ama fazer o que faz, vai continuar, mesmo que por reduzidas vezes, porque você sente saudade de criar conteúdo. Então, independente da realidade que te cerca no mundo real, o virtual às vezes compõe parte daquilo que você tem como sonho, e mesmo que seja uma fagulha, ainda há parte de uma chama sobrevivendo.

Essa é a tal chamada força de vontade.

Hoje, além dessas mudanças, também temos um canal separado para a banda VGMasters. Ao conversar com o Max, vimos que isso seria o melhor a se fazer, pois, independente da perda de alcance, ao menos teríamos um local mais organizado pra hospedar o material correspondente ao grupo. 

Teríamos um local de melhor identidade para a banda, tanto pros vídeos normais quanto pro caso de começarmos a realizar atividades em eventos e registrarmos as mesmas. Nesse momento, não pensamos em números, mas sim em organização de espaço.



Mais...


Muitas coisas hoje estão melhor definidas, tal como também minha conta no Twitch. hahaha Agora estou entrando pro mundo do streaming. Não vou jogar todo dia, mas vou fazer algumas lives e já faço parte da comunidade. Tá tudo estruturado. Quem quiser seguir, é só chegar junto!

Também mudei todas as propostas do Patreon para meus vídeos de VGMusic, pois o pagamento era mensal, e eu, por ora, não estou mais disposto a trabalhar com músicas dentro de prazos fixos, pois esses trabalhos não me trazem nenhum retorno e eu preciso investir meu tempo em outras coisas mais importantes pra minha vida real. 

Time is money. Oh yeah!

Quero trabalhar com essas músicas no meu tempo disponível, em paz, e receber apenas pelo conteúdo produzido. Recebendo por mês, eu me sentia pressionado, além de que, quando estive off por causa dos meus problemas pessoais, em muitos meses não pude gravar nada. Nesses meses, mesmo assim eu recebia dos patrões, e embora eu estivesse sempre deixando mensagens explicando o que estava acontecendo, eu não achava aquilo justo

Depois de um tempo em dificuldade, perdi alguns apoiadores, e no fim das contas, os que restaram eu mesmo resolvi pedir que deixassem de contribuir. Assim que isso foi feito, logo em seguida alterei a proposta da minha conta, definindo pra algo mais sensato pro que tenho disponível. Prefiro não receber dinheiro nenhum e receber apenas quando produzo do que me sentir sufocado todo mês pra fazer trabalhos pra uma plataforma cretina como o YouTube.

Então é isso, pessoal. Mais uma parte dos acontecimentos esclarecida pra vocês. Grande abraço e até o próximo post!